A importância de ser um Político bem conectado.

A campanha de Barack Obama para a presidência dos Estados Unidos em 2008 revolucionou o modo de se fazer política, não só nas candidaturas para cargos eletivos, mas também na gestão política. O uso intensivo e bem planejado das redes sociais e ferramentas tecnológicas engajou eleitores que ansiavam por uma mudança de rumo no país.

Hoje, fazer política sem pensar em usar ferramentas modernas que conectem o cidadão com seu representante pode ser a diferença entre ser eleito e não ser, entre ser bem avaliado no seu cargo e deixar de disputar as eleições seguintes. Quer saber como utilizá-las em seu favor? Leia a seguir!

O eleitor moderno e o fácil acesso a informações

Conectar-se com seu eleitor e com todos os outros cidadãos é tarefa primordial. O mundo atual está preparado para a comunicação em vários níveis, nos quais a hierarquia e as distâncias não existem mais. O eleitor quer saber do político que ele elegeu como está sendo feito o trabalho, quais são os resultados e qual é sua posição em relação a tópicos polêmicos.

O político deve ter sempre em mente que os cidadãos têm acesso, diretamente do seu smartphone, a sites, blogs e redes sociais, e tudo isso pode estar relacionado ao seu nome. E eles querem ver trabalho e resultado, atuação e posicionamento diante dos temas que mexem diretamente com suas vidas.

A gestão política nas ferramentas digitais

O cidadão muitas vezes não sabe qual é a agenda do político. Acompanhar jornais, revistas e sites noticiosos nem sempre significa conhecer aquilo em que o parlamentar ou executivo está trabalhando. É nessa brecha que o político deve atuar.

Sua agenda, que é pública, deve ser comunicada ao eleitor. Mas é preciso transformar um simples encontro em um ato que responda aos anseios do cidadão.

Por exemplo, se o vereador tiver uma reunião com o prefeito da cidade, mais do que divulgar isso, é importante mostrar qual é a pauta do encontro. É uma demanda da população que o elegeu? Será discutido um projeto que pode beneficiar a região onde ele teve mais votos? Prestar contas é a expressão chave.

As redes sociais como canal de comunicação

As redes sociais são a melhor ponte comunicativa entre um eleitor e seu representante. Elas dão retorno rápido e direto do grupo de pessoas que interessam ao político.

A equipe do político deve estar preparada para responder à demanda das redes sociais. Afinal, estar presente nas diversas redes significa abrir um canal de comunicação direto com os cidadãos. E eles vão usá-lo para tentar falar com você. Responder o mais rapidamente possível, ser educado e evitar resposta padrão devem fazer parte da cartilha da sua equipe.

Mas atenção: use as redes com moderação. É um palanque que pode afastar o eleitor caso ele receba notificações em excesso. Além disso, esse fluxo exagerado de informações pode tirar o foco das notícias realmente relevantes para você.

A importância de promover seu trabalho

Seu site deverá ser o ponto de encontro de seus eleitores, sempre atualizado e bem informativo. Esse será seu legado, o ponto de partida para prestar contas e abrir caminho para as eleições seguintes.

No site, é possível convidar os eleitores a curtir suas redes sociais, assinar sua newsletter (para que recebam notícias periódicas por e-mail) e chamá-los para eventos públicos. E, se o político tiver um projeto especial, que demande consultas a diversas instâncias, o site é o melhor caminho para mostrar o trabalho que está sendo feito.

Se ele se elegeu com uma promessa de campanha principal — como a pavimentação de um bairro, a construção de um hospital ou uma estrada —, por que não transformar esse projeto em um site especial dentro da sua página na internet?

Ela será uma porta para angariar apoios, tanto de outros políticos como da opinião pública, além de mostrar o trabalho de consulta e ser um meio de cobrança. Funciona também como uma quebra de paradigma, contrariando a ideia de que o trabalho do político só surge em um único ponto do ciclo eleitoral.

Está preparado para mudar sua gestão política e melhorar sua relação com seus eleitores? Conheça o participa+